Clipping

A AEERJ é constantemente consultada pelos veículos de comunicação para opinar sobre assuntos técnicos na área da engenharia e temas ligados à Cidade e ao Estado do Rio de Janeiro.

Leia aqui as entrevistas que melhor representam o pensamento da Associação.

Sugestões, dúvidas e críticas pelo e-mail: comunicacao@aeerj.org.br

Localize:
« Página 1: registro 1 a 30 de 165
2019
Jornal Extra e Ascom Câmara Municipal - - 08/Ago/2019

AEERJ participa da audiência da CPI das obras inacabadas

O presidente executivo da AEERJ, Luiz Fernando Santos Reis, participou nesta quinta-feira (8), da audiência pública da CPI das obras inacabadas realizada pela Câmara Municipal do Rio de Janeiro. Luiz Fernando foi convidado pelo presidente da comissão, vereador Fernando William (PDT), para compor a mesa junto com o secretário de Habitação e Infraestrutura, Sebastião Bruno, e com a auditora do Tribunal de Contas do Município, Simone de Souza Azevedo.

O objetivo da criação da CPI é investigar os prejuízos monetários e sociais causados pela paralisação das obras do município do Rio de Janeiro. No debate, Sebastião Bruno, responsabilizou a gestão anterior pela quantidade de obras paradas e o presidente da CPI, vereador Fernando William (PDT), cobrou o cumprimento da Lei n° 6.470/2019, que obriga a apresentação de relatório bimestral ao Poder Executivo sobre as obras em andamento ou com prazo de execução suspenso.

Durante a audiência, Luiz Fernando explicou aos presentes que a Prefeitura deve realizar o pagamento dos serviços que contratou e que já foram efetivamente prestados pelas empresas, sendo responsável pela dívida, sem distinções entre o governo atual e o anterior. Também criticou a contratação de novas obras sem o pagamento das anteriores, desrespeitando a ordem cronológica de pagamentos, estabelecida na lei de licitações.

 “Se não tem recursos para terminar as obras do governo anterior, como vai pagar as obras novas?O pagamento tem que respeitar a ordem cronológica". As empresas estão quebrando e o quadro é trágico, ressaltou. "A AEERJ tinha cerca de 300 associados e hoje tem 90. A grande maioria das empresas quebrou ou foi para outros locais. Temos uma mão de obra desempregada de 100 mil operários no estado do Rio de Janeiro”, alertou.

Também participaram da reunião os vereadores Átila A. Nunes (MDB), Dr. Marcos Paulo (PSOL), Babá (PSOL), Rosa Fernandes (MDB), Paulo Messina (PRTB), Rocal (PTB) e Tânia Bastos (PRB).  A participação do presidente executivo da AEERJ foi divulgada no jornal Extra e no site da Câmara Municipal, clique no link para ver a matéria na íntegra: Jornal Extra e Ascom Câmara Municipal.



AEERJ na imprensa
03/07/2019
AEERJ na imprensa
11/05/2019
AEERJ na Imprensa
04/02/2019
2018
Queda livre
19/03/2018
2017
 
00:00:04 Alterar a senha | , sair Valid XHTML 1.0 Transitional