Clipping

A AEERJ é constantemente consultada pelos veículos de comunicação para opinar sobre assuntos técnicos na área da engenharia e temas ligados à Cidade e ao Estado do Rio de Janeiro.

Leia aqui as entrevistas que melhor representam o pensamento da Associação.

Sugestões, dúvidas e críticas pelo e-mail: comunicacao@aeerj.org.br

Localize:
« Página 1: registro 1 a 30 de 150
2018
- - 24/Set/2018

Treinamento Compliance repercute na imprensa

A coluna Extra, Extra! da jornalista Berenice Seara, edição do jornal Extra, deste domingo (23), publicou uma nota sobre o Treinamento de Compliance promovido pela AEERJ no dia 12/09 com os advogados Salim Saud, prof. de Direito da FGV, especializado em Compliance e sócio do escritório Saud Advogados e Diogo Malan, criminalista, prof. de Direito da UERJ, e sócio do escritório Mirza & Malan. Leia abaixo a nota na íntegra. 

Empreiteiras do Rio participam de aula sobre ética em obras e contratos

No início de setembro, a Associação das Empresas de Engenharia do Rio (Aeerj) promoveu um encontro sobre Código de Ética e Compliance (termo que significa “cumprir e observar rigorosamente a legislação e aplicar princípios morais nas suas tomadas de decisões”).

Advogados contratados pela associação — entidade criada há 43 anos — ministraram o treinamento a 88 participantes. Que representavam mais de 30 diferentes empreiteiras que atuam no Rio de Janeiro.

Imagem

É o setor — um dos mais citados nos escândalos envolvendo casos de corrupção do poder público em todas as esferas — tentando salvar a sua imagem.

Alunos

Curioso é que, entre os inscritos, havia oito servidores da Controladoria do Município do Rio. E cinco intregrantes da Comissão de Ética e Compliance da Secretaria estadual de Obras — uma das mais atingidas por denúncias de corrupção no governo de Sérgio Cabral (MDB).

Pedidos óbvios

A Associação das Empresas de Engenharia do Rio (Aeerj) criou um livretinho com propostas para o Estado do Rio. E está entregando o recado a todos os candidatos ao governo em encontros promovidos pela Firjan. O texto lista alguns pontos ditos primordiais para a classe.

Entre eles: garantir um sistema de segurança pública eficiente em todo o estado; só começar novas obras quando houver verbas asseguradas; só licitar as obras depois de obter as licenças ambientais e as desapropriações necessárias; punir as empresas e órgãos contratantes que não cumpram os contratos.

O básico

Parece absurdo ter que pedir. Mas ninguém segue o que parece óbvio.



Queda livre
19/03/2018
2017
Empregos
25/07/2017
Estado inanimado
31/05/2017
 
00:00:02 Alterar a senha | , sair Valid XHTML 1.0 Transitional